Boletim número 5 do Vumbora propõe distribuição gratuita de máscaras caseiras

A distribuição gratuita de máscaras caseiras para a população. Máscaras sendo produzidas por artesãos, costureiras e pequenos empreendedores, sobretudo dos ateliês de escolas de samba (10), blocos tradicionais (32) e grupos de bumba-meu-boi (300) que estão parados agora, além dos artesãos da economia solidária. Governo do Estado e Prefeitura de São Luís comprariam a produção para distribuir gratuitamente à população.

Os recursos podem advir de emendas parlamentares, seja de deputados federais, seja estaduais ou dos vereadores de São Luís. Uma proposta viável, que deu certo na República Tcheca e já vendo sendo operacionalizada por algumas escola de samba do Rio de Janeiro.

Dá para fazer, basta querer. Na postagem nas redes sociais do Prof Franklin Douglas, que apresentou a proposta do Vumbora, tanto o governador Flávio Dino quanto o prefeito Edvaldo Holanda Júnior foram marcados. Também os presidentes da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB), e o presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT). Os deputados Eduardo Braide (Podemos), Duarte Júnior (Republicanos) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB) também foram chamados a somar com a proposta, que também foi endereçada às secretarias de Saúde (SES) e do Trabalho e Economia Solidária (SETRES).

“A proposta de produção de máscaras caseiras para distribuição gratuita e uso da população ajuda no combate ao coronavírus e, ao mesmo tempo, incentiva a economia local. É hora de pensar grande, para além das diferenças, e replicar as melhores iniciativa aqui também”, defende Franklin Douglas.

%d blogueiros gostam disto: